Home
Diretoria
Notícias
Benefícios
Sócios
Fale Conosco
Filiação Online
Homologações
 
 
 

Notícias Imprensa

 

Audiência no Ministério Público do Trabalho irá definir futuro do aumento salarial dos colaboradores da Fundação Municipal de Saúde - Hospital Padre Germano Lauck.

Acontecerá amanhã 23/06/2021 a 3ª (terceira ) audiência no Ministério Público do Trabalho, visando a finalização de um acordo para o pagamento dos trabalhadores do HMPGL.

É a terceira audiência realizada entre as partes para a apresentação de propostas que visam pagar o aumento da data base que até o presente momento não foi cumprido pela direção da Fundação Municipal de saúde.
A alegação da direção do HPGML é que o aumento provocaria um problema para o prefeito pois extrapolaria o limite prudencial da folha de pagamento, uma vez que os trabalhadores da Fundação integram os cálculos junto ao tribunal de contas do Estado.
A diretoria do Sindicato deixou bem claro que caso não haja um acordo medidas serão tomadas e não está descartada uma greve e medidas judiciais visando garantir os aumentos.
A tentativa é que as partes cheguem a um acordo para evitar medidas que possam provocar paralisação das atividades em meio a pandemia.
A direção da Fundação fez parte da mesa de negociação da CCT 2021/2022 que teve inicio em novembro de 2020 e até o presente momento se quer fez o pagamento do aumento do vale alimentação, em primeiro momento alegou falta de recurso e agora alega o limite prudencial, um tremendo descaso com os guerreiros da saúde que estão lutando bravamente durante toda a pandemia.
Após a audiência o Sindicato deverá apresentar em assembleia o que foi discutido pelas partes e propor os encaminhamentos para que os trabalhadores decidam.
Lembrando que não é só a questão dos aumentos é também todos os retroativos a serem pagos.
O Sindicato levou para a discussão também pontos polêmicos como assédio moral, sobre carga de trabalho e os problemas envolvendo a falta de profissionais para compor as equipes de trabalho.
Em caso de deflagração de greve o Sindicato deverá avisar o empregador para que envie as escalas de trabalho para definir o percentuais obrigatórios por lei de trabalhadores que deverão cumprir as escalas de trabalho.

 
 
SEESSFIR - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos e Serviços de Saúde de Foz do Iguaçu e Região
Rua Engenheiro Rebouças 1170 - Centro - CEP 85851-190 - Próximo Hotel Foz Plaza - Foz do Iguaçu / PR
Telefone (45) 3028-4831